Conquiste o tão sonhado “bumbum na nuca” pelas mãos de Dr. André Oliveira

0 12

Um dos principais cirurgiões plásticos do Brasil e sócio-fundador da conceituada clínica Unique Medic & Spa explica em detalhes o famoso ‘levantamento de bumbum brasileiro’ ou BBL. 

Segundo o The New York Times, foram realizadas, em 2021, mais de 60 mil cirurgias de aumento de glúteos. O procedimento Brazilian Butt Lift, que em tradução livre significa levantamento de bumbum brasileiro, inclui implantes e enxertos de gordura de outras áreas do corpo nos quadris. Embora tenha ganhado destaque internacional recentemente, a cirurgia, conhecida como BBL, já é realizada no Brasil desde 1989. 

Considerado um dos três melhores cirurgiões plásticos do Brasil e sócio da clínica internacionalmente reconhecida Unique Medic & Spa,  Dr. André Oliveira, revela que a cirurgia plástica pode conseguir o tão almejado “bumbum na nuca”. O renomado cirurgião recebe constantemente pacientes de diversas regiões do mundo, em busca de uma nova silhueta para seus glúteos.

O especialista detalha o procedimento que consiste em realizar uma lipoaspiração e, posteriormente, aplicar nos glúteos a gordura retirada de outros locais. André ainda revela que nem toda gordura é apropriada para utilização. “De 1000 ml de gordura retirada, apenas entre 300 e 400 ml são reinseridos em cada lado, diz ele. 

A Unique Medic & SPA, sediada em Uberlândia, possui o Unique Travel, um programa pensado nas pessoas que não residem na cidade mineira e desejam realizar um procedimento. Com o programa, toda a acomodação e suporte é oferecida ao paciente, no pré e pós-operatório, um diferencial da clínica médica.

O procedimento foi realizado pela primeira vez nos Estados Unidos, celebridades como Britney Spears e Khloe Kardashian já aderiram. Entretanto, Dr. André Oliveira considera a abordagem norte-americana perigosa, já que não há a separação da gordura.“Nos EUA, toda a gordura removida é reinserida, sem passar por uma refinação, o que considero uma abordagem equivocada, uma vez que tem causado muitas mortes devido a um pós-operatório mais complexo”, relata ele.

O cirurgião mineiro alerta que para minimizar os riscos, o procedimento deve ser realizado em hospitais de alta referência, com a presença de um profissional qualificado, de um anestesista com experiência  e com base em exames pré-operatórios. “É fundamental também escolher um profissional com experiência em enxertos glúteos para evitar complicações”, destacou. 

O Brasil é referência global em cirurgia plástica, com procedimentos tecnologicamente mais avançados que os encontrados no exterior. O médico explica que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica tem seus serviços credenciados e é fruto de anos de estudos e provas.

“Nós somos orientados a compartilhar nossas técnicas com outros médicos e pacientes, promovendo assim uma melhor aprendizagem. Em procedimentos como implantes de silicone, lipoaspiração e enxerto de gordura, estamos bem à frente em comparação ao exterior”, disse o especialista ao explicar que, no Brasil, a  ANVISA proíbe a realização dessas intervenções em consultórios, algo comum nos Estados Unidos, aumentando os riscos pela falta de infraestrutura adequada.

Saiba mais sobre André Oliveira

Reconhecido não apenas por sua habilidade cirúrgica excepcional, mas também por seu envolvimento ativo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Oliveira demonstra seu compromisso com o aperfeiçoamento contínuo e inovação no campo da cirurgia plástica. Em sua clínica, Centro Médico Unique Medic & Spa, ele e sua equipe realizam cerca de 20 cirurgias por mês, empregando técnicas de vanguarda que resultam em transformações impressionantes.

Sobre a Unique Medic & Spa 

Bruna Guimarães, esposa de André, sócia e administradora da clínica, enfatiza o impacto que o cirurgião e sua equipe têm na economia local. “Quando um paciente vem operar conosco, se hospeda em Uberlândia, consome em restaurantes locais, frequenta academias, contrata profissionais de suporte. É uma grande cadeia que se movimenta”, ela explica.

Inaugurada há menos de um ano, a clínica já se tornou um marco na cidade, atraindo pacientes de todo o mundo e gerando uma receita estimada de R$12 milhões. Segundo Guimarães, 78% dos pacientes que agendam e comparecem à primeira consulta são de fora do Brasil, dos quais 55% acabam realizando cirurgias.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.