Clareamento dental ou lentes? Qual a melhor opção para quem quer dentes brancos

0 24

Dra. Pamela Pironi, dentista especialista há dez anos, explicou as vantagens dos dois procedimentos

Todo mundo quer ter um sorriso branco. E quem já tem os dentes alinhados pode ficar na dúvida entre clareamento ou lentes de contato. A Dra. Pamela Pironi, que faz parte do quadro Beleza Renovada, do programa Eliana, pontua qual é a melhor opção.
“Se o paciente estiver satisfeito com seu sorriso alinhado e com o formato dos seus dentes naturais, desejando apenas dar uma tonalidade mais clara ao dente, em razão de amarelamento no sorriso, a melhor opção é optar pelo clareamento dental. No entanto, se o paciente estiver com o sorriso amarelado, tenha os dentes alinhados, mas o formato dos dentes não o agrada, ainda que faça o clareamento para corrigir o amarelamento, os dentes continuarão com a mesma forma insatisfatória para ele. A indicação, neste caso, são as lentes de porcelana para dar um novo formato que seja ideal para o sorriso do paciente”, explica.
Dra. Pamela fala sobre os benefícios dos procedimentos. “A vantagem de fazer o clareamento dental é de ele devolver a tonalidade mais branca e natural do dente ao paciente, mas lembrando que cada paciente e cada organismo tem um limite de clarear o dente para que ele não seja desmineralizado. A vantagem das lentes de porcelana para reabilitar a boca é que elas não mancham, a sua resistência à mastigação e durabilidade são de, no mínimo, 20 anos. Mas sempre lembrando que se deve fazer a manutenção de limpeza e polimento de 6 em 6 meses”, diz.
Mas quem tem os dentes mais amarelados e optar pelas lentes de contato dental, precisará fazer clareamento. “Para início do tratamento com as lentes de porcelana ou reabilitação oral, é necessário concluir a parte clínica, iniciar a profilaxia (limpeza) e depois iniciar o clareamento para os pacientes que têm a tonalidade dos dentes muito amarelada, para depois iniciar o tratamento com as lentes de porcelana e reabilitação oral”, destaca.
Se a dúvida é entre o clareamento em gel ou a laser, Pironi aconselha o caseiro. “O clareamento a laser eu não indico por ele ter peróxido de hidrogênio em sua composição. E tende a desmineralizar o dente deixando o aspecto de dente branco, e de enganar o paciente pelo aspecto ‘brancão’. Pode desencadear uma forte sensibilidade dental. Seu efeito clareador é mais rápido, mas é preciso ter atenção a este ponto: o dente não estará naturalmente branco e com sinal de saúde, ao contrário, estará com desmineralização dental, podendo causar sérios problemas”, diz.
Ela continua: “Eu recomendo sempre o clareamento caseiro, à base de peróxido de Carbamida + Nitrato de Potássio + Flúor em sua composição.

É sem dúvida a melhor técnica a ser indicada para o paciente que deseja um clareamento mais duradouro. O paciente faz em casa com a placa de clareamento e o gel clareador viscoso durante a hora do sono. Essa técnica de clareamento será, certamente, muito mais eficaz e satisfatória ao dente e ao paciente.

Durante o sono, nossa salivação diminui, ajudando o gel clareador em contato com os dentes a ser mais eficaz e elevar a qualidade do poder clareador.
Lembrando que o melhor clareador é aquele que fica por mais tempo em contato com o dente, assim tirando todo o “manchamento” causado pelos diversos corantes nos alimentos e bebidas ingeridos durante a vida”, finaliza.
Pam Pironi (@dra.pamelapironi) • Fotos e vídeos do Instagram
https://www.instagram.com/dra.pamelapironi/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.