Advocacia Inteligente: o que se deve saber sobre esse estudo?

0 54

Douglas Felipe Rodrigues e Advogados explica um pouco sobre os avanços da tecnologia artificial aplicada ao Direito

A advocacia inteligente é uma implementação de sistemas tecnológicos para o atendimento facilitado ao cliente e resolução de problemas apresentados em pouco tempo. O atendimento é feito 100% online, superando barreiras e escalando níveis altos do que há de mais novo no mercado digital. Com isso, uma pergunta se evidencia: como surgiu esse novo segmento?

Conforme se sabe, a tecnologia tem sido um grande aliado para as diversas áreas profissionais e pessoais. Essa crescente tecnologia também tem atingido a advocacia, conforme explica Douglas Felipe, sócio da Douglas Felipe Rodrigues e Advogados, que estuda a tecnologia artificial aplicada ao Direito desde a época da faculdade. Segundo o próprio, são 7 anos de estudos voltados à aplicação de um escritório 100% digital.

Por muitos anos, a advocacia era sedimentada nos padrões físicos, entretanto, com a chegada da era digital e o desenvolvimento da inteligência artificial, os escritórios físicos diminuíram os atendimentos presenciais e passaram a cooperar com o Judiciário e empresas no teor de minimização de demandas judiciais. De acordo com Douglas Felipe, foi preciso se moldar ao que há de mais novo no mercado digital.

O Judiciário se adaptou a inteligência artificial, criando programas como a justiça 4.0 chamada também em alguns tribunais de juízo 100% digital, para a facilitação da aplicabilidade da mais lidima justiça por meio da justiça restaurativa, centros de conciliação e mediação proporcionando o afunilamento de demandas.

Esses mecanismos se mostraram ainda mais eficazes durante a pandemia iniciada em 2020, onde, lamentavelmente, deixou inúmeras marcas de sofrimento diante de muitas famílias que perderam entes queridos e empresas que faliram. Por outro lado, esse momento foi a precursora para o avanço do desenvolvimento tecnológico.

Com a quarentena instaurada, o Poder Judiciário e empresas de médio e grande porte, passaram a utilizar mecanismos virtuais como a inteligência artificial, implementando nesse aspecto o que se cogitava realizar a muitos anos atrás. A verdade é que, com a pandemia, foi necessário uma entrada mais rápida no meio online, o que abriu oportunidade para o Jovem Advogado, no qual antes, tinha que competir com Advogados com mais de 20 anos de mercado na cidade que planejava seu futuro profissional.

Conforme salienta o advogado, hoje as portas estão abertas com a era digital. Se antes era padronizado um crescimento local, agora, o jovem advogado tem a possibilidade de se tornar referência no mercado digital, alcançando um nicho nunca antes trabalhado de forma mundial com a advocacia inteligente.

Assim, a advocacia inteligente passou a cooperar com o desenvolvimento da justiça restaurativa, centros de conciliação e mediação, e justiça 4.0 (juízo 100%), no qual, demandam um grande quantitativo de processos mensais, sendo 80% com resolução no prazo de 2 a 3 meses, e, 90% dos casos com resolução positiva. Esse avanço coopera na diminuição do tempo de resoluções processuais.

Essa é a ADVOCACIA INTELIGENTE, atendendo o cliente seja onde ele estiver. Buscamos resolver os problemas ou até mesmo orienta-lo de forma preventiva e consultiva em qualquer lugar do território nacional e internacional, DOUGLAS FELIPE RODRIGUES E ADVOGADOS é o que há de mais novo no mercado na era digital, utilizando os meios tecnológicos de ponta para a desburocratização do sistema judiciário físico e alcançando a resolução com celeridade e eficácia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.