Para celebrar 461 anos de Mogi das Cruzes, jornalista Analice Nicolau apresenta documentário

0 37

São 461 anos de Mogi das Cruzes. Mais de 500 mil habitantes. Um lugar vasto, de beleza, natureza, história, fé e cultura. Muito mais do que podemos contar em palavras. Nesta quarta-feira (1º) a cidade do interior de São Paulo comemora o redescobrimento. Para o mês de aniversário, a Prefeitura preparou uma programação especial, com a participação de diversas Secretarias Municipais, que busca homenagear o município, com o tema “Redescubra Mogi, Viva Nossa Cidade”, pelo olhar da jornalista Analice Nicolau.

Há um ano, Analice escolheu a cidade, carinhosamente apelidada de ‘Mogi’, como lar. Depois de anos na capital paulista, a jornalista encontrou no interior uma forma de se conectar com a natureza, com histórias, cultura e pessoas.

Analice ainda completou dizendo sobre o acolhimento que recebeu dos moradores. “O que mais me encontrou quando cheguei até aqui foi o amor, receptividade, simplicidade e carinho das pessoas. O município é realmente muito bonito, mas as pessoas conseguiram embelezar muito mais essa experiência. Me senti realmente acolhida pela minha família. Costumo dizer que sempre pertenci a esta cidade, assim como as tantas outras que me acolheram. Eu sou parte de Mogi e do Brasil”, conta a jornalista.

Durante 17 dias, a jornalista e uma equipe de gravações percorreram a cidade para desbravar o que tornam a cidade tão encantadora.

“Tive o prazer de desenvolver esse projeto, juntamente coma Prefeitura de Mogi das Cruzes. Sei que cada uma das pessoas, através desse documentário, vai conhecer muito mais do que lugares lindos e turísticos, mas histórias que fazem com que essa cidade seja um ponto de referência para os paulistas. Mogi me faz recordar da minha infância, e desperta o melhor das conexões, sejam elas na natureza, nos moradores e histórias que tanto me emocionaram”, contou.

Mesmo acostumada com o hard jornalismo e a ouvir diversas histórias, Analice descobriu nesses dias de gravação, muitas vezes intensos de 3h da manhã a 22h, os pontos mais lindos que Mogi pode oferecer.

“Sem dúvidas, conheci muitos lugares e ouvi muitas histórias, mas, os pontos que com certeza vão entrar na minha lista de preferidos são o Parque das Neblinas e o Pico do Urubu. Nada pode descrever o que é o nascer e o pôr do sol nestes lugares, principalmente quando estamos envolvidos num projeto tão encantador que vai mostra até mesmo aos mogianos as mais belas riquezas que pertencem a este lugar”.

Durante o mês, todas as semanas uma parte do documentário estará disponíveis nas redes sociais da Prefeitura. Além disso, serão realizadas atividades culturais para promover a cidade, respeitando todas as medidas de proteção contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.